A vida após a morte dos aviões

Os aviões são verdadeiros guerreiros. Passam anos e anos entre infindáveis pousos e decolagens, levando gente e carga, servindo bravamente suas empresas. E quando chega a hora de se aposentar, acabam em um ferro-velho qualquer da vida (existem alguns enormes, como o de Davis Monthan, nos EUA, com mais de quatro mil aviões). Que triste fim! Mas nem tudo está perdido! Muitos deles acabam tendo uma sobrevida. E as formas são as mais diversas possíveis. 

 
Gwaaaaarh! De volta à vida! E agora?

Gwaaaaarh! De volta à vida! E agora?

 

 

Mobiliários e peças de arte

Qual amante da aviação nunca quis levar um pedacinho para casa? Bem, para não ser processado por roubo, uma boa forma é encomendar algo no site da empresa Skyart. Eles vendem desde peças pequenas até pedaços inteiros de fuselagem. Outra sacada legal da Skyart é a fabricação de uma gama enorme de móveis usando partes de aviões. Tem desde mesa de centro com flaps como apoio pro tampo de vidro até estruturas para recepção de pessoas (companhias, hotéis etc) usando a carcaça de uma turbina, passando, é claro, por poltronas. Vale a pena dar uma olhada deles aqui

 
Da esquerda pra direita: mesa de canto feita com flaps originais de asas de uma aeronave; mesa para reuniões com parte da fuselagem de avião (com janelas!); essa peça do avião ficava na pontinha da asa e se chama "sharklet" — mas agora seu nome é "mesa" mesmo (Foto: Skyart)

Da esquerda pra direita: mesa de canto feita com flaps originais de asas de uma aeronave; mesa para reuniões com parte da fuselagem de avião (com janelas!); essa peça do avião ficava na pontinha da asa e se chama "sharklet" — mas agora seu nome é "mesa" mesmo (Foto: Skyart)

 
 
Balcão de recepção feito com um genuína parte de turbina General Electrics CF6. Ficou bonito? Sim, eu acho(Foto: Skyart)

Balcão de recepção feito com um genuína parte de turbina General Electrics CF6. Ficou bonito? Sim, eu acho(Foto: Skyart)

 
 
E esse conjunto de poltronas que vem até com a bandeja retrátil nas costas? (Foto: Skyart)

E esse conjunto de poltronas que vem até com a bandeja retrátil nas costas? (Foto: Skyart)

 

 

Locação para filmes e seriados

Um outro destino dado aos aviões que saem de operação é “voltar à ativa” por meio de filmes. Sabe aquelas produções que têm cenas dentro de um avião? Geralmente são feitas em estruturas “em pedaços”. A Aeromockups atende os clientes de Hollywood (e do mundo todo) e tem cenários prontos em Los Angeles e New Jersey e Nova York, mas também opera onde o cliente estiver.  Eles têm cenários para todos os tipos de aviões, desde os pequeninos até o maior dos boeings, em todas as classes possíveis. Além disso, alugam material de aeroporto, como balcões de check-in, visores com informações de partidas e chegadas de voos e esteiras de bagagens. 

 
Filmagem sendo feita em antiga carcaça de avião. Que destino glamouroso para uma aeronave comercial aposentada! 

Filmagem sendo feita em antiga carcaça de avião. Que destino glamouroso para uma aeronave comercial aposentada! 

 
 
A empresa Aeromockups completou 30 anos de serviços prestados a Hollywood e demais industrias do entretenimento do mundo todo em 2017

A empresa Aeromockups completou 30 anos de serviços prestados a Hollywood e demais industrias do entretenimento do mundo todo em 2017

 

 

Restaurantes

No ramo da alimentação, alguns restaurantes oferecem a experiência de comer a bordo sem sair do chão. Na cidade americana de Colorado Springs é possível almoçar ou jantar — ou apenas tomar um drink no bar —em um antigo Boeing KC-97 que pertenceu à Força Aérea dos EUA.  Construído em 1953, está agora a serviço dos clientes. Dentro, é possível admirar uma galeria de fotos antigas, além de todo o interior de época. 

 
Este avião da Força Aérea Americana era utilizado para abastecer outros aviões durante o voo. Hoje abastece a barriga dos clientes (Foto: TripAdvisor)

Este avião da Força Aérea Americana era utilizado para abastecer outros aviões durante o voo. Hoje abastece a barriga dos clientes (Foto: TripAdvisor)

 
 
Dentro do avião o clima é retrô inspirado na década de 1950, quando o Boeing KC-97 foi fabricado (Foto: TripAdvisor) 

Dentro do avião o clima é retrô inspirado na década de 1950, quando o Boeing KC-97 foi fabricado (Foto: TripAdvisor

 

Quer algo maior? Então se prepare para embarcar no icônico DC-10 no aeroporto de Acra, em Gana. Depois que a Ghana Airways quebrou, em 2005, o destino de um dos aviões foi….o próprio aeroporto da cidade. É lá que está o La Tante Royale DC10 Restaurant. O interior é bem vintage, e as cadeiras das mesas são originais. O serviço parece não ser dos melhores, a julgar pelos comentários de clientes no site tripadvisor. Detalhe: as garçonetes se vestem como aeromoças <3

 
O avião, que tinha configuração para 380 passageiros, hoje pode acomodar 118 pessoas sentadas na condição de restaurante no aeroporto de Acra, em Gana (Foto: mlgist.blogspot.ca)

O avião, que tinha configuração para 380 passageiros, hoje pode acomodar 118 pessoas sentadas na condição de restaurante no aeroporto de Acra, em Gana (Foto: mlgist.blogspot.ca)

 

Para quem quer um clima mais praieiro, o destino certo é o El Avión, no Parque Nacional Manuel Antonio, na Costa Rica. É possível escolher uma mesa do lado de fora, com uma linda vista do mar, ou então sentar dentro do (outrora) avião de carga C-123 Fairchild. O clima da decoração é o da Guerra Fria. Segundo o guia Lonely Planet, o El Avión é ótimo para uma cerveja acompanhada por guacamole. 

 
O menu do El Avión é super elogiado pelos usuários do TripAdvisor: comida boa e preços razoáveis

O menu do El Avión é super elogiado pelos usuários do TripAdvisor: comida boa e preços razoáveis

 

Já em Taupo, na Nova Zelândia, os donos de um restaurante da franquia Mc Donald’s tiveram a grande sacada de comprar um antigo… McDonnell Douglas DC-3. O nome combina certinho com a rede mundial de fast food. Lá dentro, é possível atender até 20 pessoas sentadas. O máximo!

 
O avião-lanchonete funciona desde 1990 e foi pintado em vermelho — cor símbolo da famosa cadeia de fast-food (Foto: SagMart.com)

O avião-lanchonete funciona desde 1990 e foi pintado em vermelho — cor símbolo da famosa cadeia de fast-food (Foto: SagMart.com)

 

No A380 Air Kitchen, em Taipei (Taiwan), todos os detalhes são pensados para fazer o cliente se sentir dentro de um avião. Nada de boas-vindas na chegada! O negócio lá é “Welcome abord” (Bem-vindo a bordo). Lá dentro, o serviço é feito usando trolleys, aqueles compartimentos com rodinhas usados para o serviço de bordo nos aviões. Está com algum objeto que possa empatar o deslocamento das pessoas? Basta guardar no bagageiro “acima de suas cabeças”. 

 
A lista de espera do A380 Air Kitchen é controlada por meio de cartões de embarque dados aos clientes na chegada (Foto: smh.com.au)

A lista de espera do A380 Air Kitchen é controlada por meio de cartões de embarque dados aos clientes na chegada (Foto: smh.com.au)

 

 

Hotelaria

Passar umas horas em um desses restaurantes parecem pouco para você? Então o destino ideal é um hotel montado inteirinho dentro de um avião. O Jumbo Hostel Stockholm, por exemplo, foi montado, como o nome já entrega, em um jumbo 747. O hostel fica em Estocolmo, na Suécia, no aeroporto de Arlanda. É longe do centro da cidade, mas pode ser uma boa caso o cliente seja uma amante da aviação. Uma varanda de uso comum está localizada próximo à cabine de comando e oferece vista da pista de pouso. Há quartos coletivos e privativos (e um deles está bem na cabine dos pilotos). É avaliado como “muito bom” pelos usuários do site Booking.com. 

 
Uma varanda instalada no Jumbo Hostel permite uma vista privilegiada da pista de pouso do aeroporto de Estocolmo — um luxo para amantes da aviação

Uma varanda instalada no Jumbo Hostel permite uma vista privilegiada da pista de pouso do aeroporto de Estocolmo — um luxo para amantes da aviação

 
 
Hóspedes do hostel destacam, entre vários pontos positivos, a limpeza do local

Hóspedes do hostel destacam, entre vários pontos positivos, a limpeza do local

 
 
Um dos quartos está localizado na antiga cabine dos pilotos. Estranho? Sim. Maravilhoso? Também

Um dos quartos está localizado na antiga cabine dos pilotos. Estranho? Sim. Maravilhoso? Também

 

Quer algo mais exclusivo? Que tal um avião inteirinho pra chamar de seu? Por diárias que variam de US$ 294 a US$ 850 (a depender da época do ano), é possível desfrutar das comodidades do Hotel Costa Verde, na Costa Rica, dentro de um Boeing 727 todo reformulado para ser um grande quarto de hospedes. A vista para a floresta e o mar é incrível. O avião estava todo caindo aos pedaços, enferrujado (havia servido a Avianca Colombia antes de ser abandonado) e foi todo restaurado para virar quarto de hotel. Detalhe que, como ele fica no alto de um morro, a sensação é a de que ele está de fato voando.

 
A suíte especial do Hotel Costa Verde fica dentro de um Boeing 727 fabricado em 1965 e completamente restaurado

A suíte especial do Hotel Costa Verde fica dentro de um Boeing 727 fabricado em 1965 e completamente restaurado