Cidades em cena #02: Game of Thrones

A sétima temporada de Game of Thrones chegou ao fim e certamente deixou milhões de fãs órfãos, ainda mais com os boatos segundo os quais a oitava e última temporada da série será levada ao ar apenas em 2019. Para acalmar os ânimos dos apaixonados por GoT, o rivotravel preparou uma lista de cidades onde foram filmadas cenas da super produção da HBO, na segunda matéria da série Cidades em cena (a primeira está aqui). Quem sabe não inspira alguém a ir conhecer in loco um — ou mais de um — dos cenários? A lista de locações externas é quase infindável e espalha-se por vários países, graças ao alto número de personagens e reinos, mas é possível destacar algumas delas. 

 
 Varys e Tyrion Lannister estão curtindo a vista de King's Landing — você também pode!

Varys e Tyrion Lannister estão curtindo a vista de King's Landing — você também pode!

 

Vamos começar, é claro, pelo epicentro de boa parte da trama. King´s Landing (Porto Real) — cidade dos soberanos de Westeros (continente onde se passa boa parte da trama) e controlada pelos Lannisters — tem suas cenas externas gravadas na belíssima cidade de Dubrovinik, na Croácia. A parte histórica de lá, com ares bem medievais, é cercada por altos muros e fica em uma península protegida por um grande penhasco. Ou seja, situação mais do que perfeita para instalar o castelo de Porto Real. A batalha de Blackwater, principal evento da segunda temporada, também foi gravada em Dubrovinik, bem como a famosa caminhada da vergonha da personagem Cersei ao final da quinta temporada. Por o equivalente a R$ 75 é possível fazer um tour de duas horas de duração pelos principais pontos onde foram filmados trechos desta que é uma das séries mais bem sucedidas da história da TV. Mais informações sobre o tour nesta página aqui. Já os jardins de Porto Real, que tantos segredos e tentativas de golpe ouviu, também ficam na Croácia, em uma vila distante 10 quilômetros de Dubrovinik. Para visitar o Trsteno Arboretum é necessário ir até a cidade de Trsteno e se perder em suas aleias e fontes.

 
 A cidade croata de Dubrovinik serve de palco para as cenas de King's Landing (Foto: HBO)

A cidade croata de Dubrovinik serve de palco para as cenas de King's Landing (Foto: HBO)

 
 
 Que tal passear nos jardins de King`s Landing? Na Croácia, isso é possível (Foto: HBO)

Que tal passear nos jardins de King`s Landing? Na Croácia, isso é possível (Foto: HBO)

 

Para visitar as locações externas de Winterfell, o visitante, como é meio óbvio para quem acompanha a série, deve apontar para o norte. O castelo Ward está localizado a 40 minutos de carro de Belfast, capital da Irlanda do Norte. No castelo — lar da família Stark na ficção — é oferecida uma série de pacotes para o turista, como passeios de barco e tours de bicicleta, além da possibilidade de usar roupas medievais e treinar a pontaria com o arco e flecha, exatamente como Arya e Bran Stark fizeram ainda pequenos, no começo da primeira temporada da série. É possível até conhecer os lobos que “interpretaram” Summer e Grey Wind (antes de serem aumentados graças à computação digital, é claro). Os preços começam em R$ 120 por pessoa. Mais informações sobre os passeios em “Winterfell” neste site aqui. E para informações para visitas em outras locações na Irlanda do Norte nesse daqui.

O inverno está chegando e você quer ir mais ao norte, além da muralha, e encarar gélidas paisagens? O destino então é a Islândia, em locais como lago Mývatn, Grjótagjá, Vatnajökull, Skaftafell e Vik. Uma caverna em Grjótagjá é o ninho de amor de Jon Snow e Ygritte, a selvagem pela qual o bastardo Stark se apaixona na terceira temporada (na vida real os dois ainda estão juntos). Para quem se perguntou como eles aguentaram peladinhos o frio glacial, a resposta está na geologia do país, cheio de vulcões e nascentes termais. A temperatura no local ronda os 50 graus Celsius. Algumas empresas oferecem tours para ver de perto as paisagens usadas pela equipe de GoT. Sabe aquelas longas caminhadas dos... rá!, caminhantes brancos? São filmadas em Vatnajökull, a maior geleira da Europa, localizada no maior parque nacional do continente (o europeu, não o ficcional Westeros). Passeios com duração de oito horas custam a partir de R$ 385 (tudo é muito caro na Islândia). Mais informações aqui.

 
 Quer conhecer a Islândia? Pois saiba que em suas geleiras são filmadas as cenas além da muralha. Dá pra sentir frio só de olhar para essa linda foto (Foto: HBO)

Quer conhecer a Islândia? Pois saiba que em suas geleiras são filmadas as cenas além da muralha. Dá pra sentir frio só de olhar para essa linda foto (Foto: HBO)

 

Agora é hora de girar a bússola para o sul, mais precisamente na direção da Espanha. O Alcázar de Sevilha é o palácio particular da família Martell, do reino de Dorne em GoT. Os personagens transitam entre exuberantes jardins e salas privadas, que há cinco séculos foram ocupadas por reis católicos e, antes deles, pelos califas que construíram o lugar. A influência árabe nas construções é bem marcante. Dica: não perca o belo Baños de Doña Maria de Padilla e a Gruta dos Sultões. O conjunto foi declarado Património da Humanidade pela Unesco, em 1987. Ingressos para adultos custam R$ 35. Mais informações neste link.

 
 O Alcázar de Sevilha, na Espanha, com sua forte influência árabe, é o lar dos Martell na trama de Game of Thrones (Foto: HBO)

O Alcázar de Sevilha, na Espanha, com sua forte influência árabe, é o lar dos Martell na trama de Game of Thrones (Foto: HBO)

 

A uma hora de viagem partindo de Sevilha é possível visitar a Praça de Touros de Osuna, que foi palco da arena de disputas de Meereen, cidade em Essos (outro continente da trama). O local também marcou o encontro de Tyrion e Daenerys na quinta temporada. Uma boa opção de almoço lá perto é a Taberna Casa Curro (com boas notas no TripAdvisor), que oferece um menu temático inspirado nas comidas que aparecem em GoT (deve ser uma delícia. Uma vez comi um menu medieval em Tallinn, na Estônia, e estava divino). Eu sou contra as touradas, acho de uma crueldade enorme para os animais, mas quem quiser se aventurar, pode ver uma na Praça de Touros de Osuna.

E como se esquecer de Arya, aquela que é, para mim, uma das personagens mais incríveis de GoT? A sexta temporada da série teve muitas locações em Girona, na Espanha. A cidade catalã fica a cem quilômetros de Barcelona (é lá que pousam os voos da companhia low-cost Ryanair, mais um motivo para visitar a localidade). Foi pelas ruas de Girona que Arya mendigava na sexta temporada — e que teve uma das cenas de perseguição mais bacanas da história. O bairro judeu de El Call, com suas vielas de pedra, serviram de cenário para a trama. É bom também prestar atenção na belíssima Catedral, que, com sua enorme escadaria, na série se transformou no Septo de King’s Landing. Na Plaça dels Jurats foi onde Arya viu a história dos Lannisters ser contada em forma de peça de teatro.

 
 Lembra do Septo de King's Landing?  As cenas eram filmadas nas escadarias da Catedral de Girona, na Espanha. A cidade também foi base para as cenas de Arya na sexta temporada (Foto: HBO)

Lembra do Septo de King's Landing?  As cenas eram filmadas nas escadarias da Catedral de Girona, na Espanha. A cidade também foi base para as cenas de Arya na sexta temporada (Foto: HBO)

 

Boa parte da sétima temporada se passa em Dragonstone, terra natal de Daenarys. Para quem viu a série, o local é marcado por grandes escadarias em penhascos de tirar o fôlego (pelo esforço físico e pela admirável paisagem). O local existe de verdade e é, na verdade, uma mistura de Irlanda do Norte com Espanha (os dois países parecem ser os queridinhos da produção de GoT). A praia é a Downhill (ou seja, literalmente ladeira abaixo!), na Irlanda do Norte. Já as centenas de degraus que os personagens tanto subiam e desciam (sobretudo Daenarys e John Snow) podem ser encontradas na bela praia de Itzurun, na ilha de San Juan de Gaztelugatxe, no País Basco (Espanha). 

 

E aí? Ficou com vontade de conhecer um pouco mais sobre as cidades que participam de Game of Thrones? Dragão para ver não tem, mas para quase todo o resto dá-se um jeito. 

TravelrivotravelComment